Blog do Benri

Fique por dentro do que acontece no setor sucroenergético e tenha acesso a materiais exclusivos.

  • Home
  • Blog
  • Consumo de Óleo Diesel: Sua Usina Está Atenta?

Consumo de Óleo Diesel: Sua Usina Está Atenta?

 

 

O consumo de óleo diesel representa 28% do custo da atividade da colheita mecanizada. Por isso, o total consumido de óleo diesel por tonelada de cana é de extrema relevância e pode interferir no lucro da usina. 

  Entre os fatores que mais impactam o consumo de óleo diesel das colhedoras destacam-se:

·         Idade média da frota;

·         O talhonamento dos canaviais;

·         O rendimento médio das colhedoras (RMC);

·         A produtividade agrícola.

Confira com mais detalhes a importância de cada um deles na redução de despesas com óleo diesel:

Idade da frota

Considerando que os avanços tecnológicos dos equipamentos agrícolas motorizados caminham em direção a um menor consumo de combustível, a presença de equipamentos atualizados na frota pode contribuir para a redução de gastos com óleo diesel.

Talhonamento dos canaviais

Cabe destacar também a relevância das estratégias adotadas pelas unidades para obter ganhos operacionais das atividades motomecanizadas. Dentre as mais relevantes, destaca-se a busca por um maior potencial de colheitabilidade a partir da concepção de um projeto da instalação do canavial que priorize o melhor layout da lavoura, que, por sua vez, está intrinsicamente relacionado às tecnologias adotadas na conservação do solo (contemplando a utilização facilitada de todos os conceitos acadêmicos existentes para este tópico em virtude das tecnologias de inteligências atuais), sendo portanto de suma importância para alcançar a eficácia na elaboração dos projetos de plantio. Essas estratégias proporcionam um maior aproveitamento das máquinas, reduzindo o consumo de óleo diesel.

Rendimento médio das colhedoras e produtividade

Outro fator de extrema relevância para que as usinas diminuam os custos com óleo diesel é a necessidade de incrementos significativos no TCH (tonelada de cana por hectare). Esses incrementos, impreterivelmente, trarão ganhos no rendimento operacional de colheita (RMC) e, como consequência, reduzirão o consumo de diesel por hora, bem como por tonelada colhida.

Por que ter um raio-x da usina?

Dada a relevância do óleo diesel nos custos de corte, transbordo e transporte (CTT) de uma unidade, o uso de ferramentas como o BENRI permite realizar um levantamento sistemático de indicadores relacionados à colheita mecanizada, seguido de um acompanhamento rigoroso de tais informações e sua evolução ao longo dos meses e entre as safras. Esse acompanhamento tem se tornado cada vez mais comuns no dia a dia das usinas.

Contudo, segundo o engenheiro agrônomo e coordenador agrícola do BENRI, Otávio Tufi, a simples geração de dados operacionais não garante, por si só, a melhoria no consumo de óleo diesel apurado na unidade. O levantamento de informações é apenas o primeiro passo, que deve ser seguido de uma estratégia de comunicação interna que estimule o compartilhamento de metas estipuladas e resultados alcançados para todos os membros da equipe. Um alinhamento que envolva desde o corpo gerencial, chegando a toda a estrutura de manutenção automotiva (elo importante para os resultados operacionais das operações motomecanizadas) e, principalmente, aos operadores dos equipamentos agrícolas. “Nem o uso do melhor pacote tecnológico disponível para as operações de colheita aliado aos melhores layouts de talhões surtirá efeitos operacionais se não existir uma aderência entre o planejamento de safra e as operações agrícolas. Para que isso ocorra, é imprescindível o uso de ferramentas que busquem compartilhar as metas e resultados operacionais para todos os membros da equipe, garantindo que todos estejam envolvidos na busca dos melhores resultados”, conclui Tufi.

 

Descubra o Benri

  • Rua Cezira Giovanoni Moretti, 600
  • Jd. Santa Rosa - Piracicaba
  • São Paulo - Brasil - CEP 13.414-157
  • +55 19 3423 9515
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • www.benriratings.com

Receba novidades